Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Entenda as diferenças entre transportadoras e agenciadores de frete

316 Visualizações

Entenda as diferenças entre transportadoras e agenciadores de frete

Entenda as diferenças entre transportadoras e agenciadores de frete

O país está enfrentando uma grande crise que tem afetado praticamente todos os setores produtivos, impactando diretamente no transporte de cargas. Para manter as suas entregas em dia e, ao mesmo tempo, tentar reduzir custos, muitas empresas deixaram de contratar uma transportadora e passaram a utilizar agenciadores de frete.

Muitos fazem isso pensando apenas no custo, outros fazem porque é uma prática da empresa, enquanto outros não enxergam diferenças entre agenciadores e transportadoras.

Neste artigo, abordaremos as atribuições dos agenciadores de frete, as diferenças entre os profissionais que executam esse serviço e as transportadoras, e os cuidados que se deve ter antes de contratar seus serviços. Continue lendo para obter mais detalhes!

O que é um agenciador de frete?

Agenciador de frete é um profissional que há muito tempo é conhecido no meio de transporte de cargas, principalmente por carreteiros e motoristas particulares. De uma forma até simplista, o agenciador trabalha para intermediar o contato entre caminhoneiros e fretes disponíveis.

Para um caminhoneiro que possui seu veículo próprio, o pior quadro que pode existir é rodar sem carga remunerada. Ter um caminhão custa caro, principalmente no Brasil, e ter espaços vazios dentro do veículo é o pesadelo para qualquer motorista. Dessa forma, os carreteiros se veem diante da necessidade de buscar alternativas para encontrar opções de trabalho.

É aí que entra o papel do agenciador, pois ele sabe onde tem oportunidades de transporte de carga com comissões e frete, ou seja, ele faz o papel de intermediador. Tão simples quanto a forma de trabalhar dos agenciadores, é sua sagacidade para negociar e encontrar fretes.

Porém, ainda que seja muito conhecido por carreteiros individuais, o agenciador de fretes é muito criticado pela classe, pois, muitas vezes, cobra quantias exageradas para fazer o intermédio.

Qual o valor da comissão dos agenciadores?

Como muitas das atividades remuneradas no país, o valor de um agenciamento de frete depende do volume da oferta e procura. Isto é, se existem muitos motoristas e poucos fretes, o agenciador de fretes encarece consideravelmente o preço; se existem muitos fretes para pouco motoristas, o agenciador pratica um preço mais acessível.

Mas, no geral, o preço da comissão de um agenciador de frete varia entre R$ 50,00 e R$ 200,00. Em alguns casos, pode chegar até R$ 1.000,00.

Onde ficam os agenciadores de frete?

Como muitos profissionais que praticam o agenciamento trabalham de forma individual, eles procuram pontos estratégicos que contam com grande concentração de carreteiros. Por isso, na maioria das vezes, os agenciadores ficam em grandes postos de combustíveis ou em terminais de cargas.

Até mesmo quando os fretes são agenciados por empresas ou cooperativas, eles montam bases nesses lugares. Onde tiver uma grande concentração ou circulação de caminhões, os agenciadores de fretes estarão lá — sejam empresas ou trabalhadores individuais.

Como funciona uma transportadora?

Uma transportadora é um estabelecimento comercial que trabalha por meios de contrato para transportar cargas por diferentes modais.

Basicamente, a transportadora leva a carga de um ponto A para um ponto B. Além disso, toda responsabilidade referente a carga durante o procedimento fica sob a responsabilidade dela.

A transportadora também é responsável por emitir o “Conhecimento de Transporte”, um documento essencial para realizar o transporte de carga rodoviária perante a lei. O CMTC (Conhecimento de Transporte Multimodal de Carga) é o documento que comprova o contrato gerado para aquela operação.

Os modais de transporte praticados por essas empresas são:

  • rodoviário;

  • aéreo;

  • dutoviário;

  • ferroviário;

  • aquaviário.

Qual a diferença entre transportadora e agenciadores de frete?

Na prática funciona da seguinte forma: uma determinada empresa contrata os serviços da Transportadora X, então, essa transportadora faz todo o processo de levar a carga do ponto A para o ponto B. Se tudo ocorrer dentro do planejamento, a empresa contratante terá a sua respectiva carga no ponto B no tempo determinado.

Toda essa operação ocorre sob vários contratos, desde o primeiro contrato com a transportadora e a empresa até aqueles que protegem a carga durante todo o processo. Além disso, a empresa contratante tem acesso às instalações e à estrutura da transportadora e até ao histórico dos motoristas de modo mais fácil.

Já os agenciadores de frete, em alguns casos, não precisam ser contactados pela empresa contratante, pois eles também trabalham com prospecção, ou seja, fazem abordagem para buscar motoristas que atendam as cargas que as empresas têm disponíveis.

Com o trabalho dos agenciadores de frete, geralmente, as empresas contratantes não sabem o tipo de caminhão ou o histórico do motorista que realizará a operação. Essas negociações não são totalmente transparentes e a empresa que fecha o transporte de sua carga não sabe de que forma e por quem a mercadoria será transportada.

Se a negociação for feita por meio dos agenciadores, o “Conhecimento de Transporte” é emitido pelo motorista do caminhão ou pela empresa escolhida para realizar o transporte.

No geral, a grande diferença entre as duas contratações é que a negociação com a transportadora dispensa um intermediário, tudo é mais claro e os processos podem ser acompanhados pelo remetente da carga, além disso, as transportadoras contam com Gerenciamento de Riscos e setores especializados em segurança e rastreamento. Já com o agenciador, alguns desses fatores não são possíveis, e outros são de difícil acesso.

Que cuidados tomar ao contratar agenciadores de frete?

A negociação com agenciadores de frete tem as suas vantagens. Principalmente para pequenas empresas de transporte que têm veículos mas não têm demanda ou para pequenas cooperativas de transportes. Em casos em que há dificuldade em se conseguir um veículo para uma carga urgente, essa também pode ser uma boa opção.

Porém, ainda que sejam nessas circunstâncias, é preciso tomar alguns cuidados antes de aceitar o trabalho de um intermediário:

  • pesquise sobre a procedência e o histórico de trabalho do agenciador;

  • informe-se sobre quem são os motoristas ou as empresas com as quais eles costumam trabalhar;

  • desconfie se o valor da comissão for muito abaixo do que o praticado no mercado;

  • acima de tudo, analise se vale mesmo a pena o trabalho de um intermediário para a sua empresa.

Os agenciadores de frete são pessoas com grande conhecimento de mercado e de contatos e podem agregar conhecimento e experiência em algumas situações específicas. Ainda assim, é preciso ter muito cuidado e analisar se o risco compensa. As transportadoras oferecem mais segurança e gerenciamento de ponta a ponta, garantindo maior eficiência e controle da carga.

Gostou do post? Quer saber mais sobre o assunto? Assine a nossa newsletter e se mantenha informado diretamente na sua caixa de entrada!

 

Deixe um comentário