Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Entenda mais sobre o trabalho do gestor de frotas!

260 Visualizações

Entenda mais sobre o trabalho do gestor de frotas!

Entenda mais sobre o trabalho do gestor de frotas!

Em uma empresa de logística ou de transporte, o gestor de frotas desempenha um papel fundamental. É ele o responsável ​​pela seleção e manutenção de veículos, a fim de manter entregas e distribuições no cronograma e dentro do orçamento estabelecido. E é dele que a direção espera excelentes resultados, cada vez com menos custos.

Para ter sucesso, o gestor de frotas precisa de uma experiência significativa e habilidades em operações, logística e tecnologia, além, é claro, de habilidades de liderança para lidar com diferentes profissionais envolvidos no dia a dia operacional.

Mas isso é apenas um resumo do trabalho deste profissional. Continue lendo para entender quais são os desafios, o que é preciso saber para ser um gestor de frotas de sucesso e também algumas dicas para facilitar a rotina e o desenvolvimento da carreira na área!

Responsabilidades do gestor de frotas

Diversas funções estão sob a responsabilidade de um gestor de frotas: isso varia de empresa para empresa. Mas, em linhas gerais, é ele quem faz:

  • rastreamento de eficiência de combustível, certificando-se de que o licenciamento adequado é mantido;
  • garantia da segurança dos trabalhadores;
  • liderança de motoristas e profissionais de manutenção de veículos;
  • controle de ordens de serviços;
  • supervisão da qualidade dos serviços;
  • monitoramento e controle de riscos envolvidos na operação da frota;
  • controle de custos (por viagem, com manutenção etc.);
  • agendamentos de viagens.

Desafios do gestor de frotas

A complexidade do dia a dia operacional também oferece ao gestor de frotas uma série de desafios. Aqui estão os principais:

Gerir de forma eficaz a depreciação dos veículos

Quase que universalmente, o desafio número um dos gerentes de frotas é controlar a depreciação dos veículos. O valor dos carros usados ​​diminuiu drasticamente nos últimos anos.

Em paralelo ao mercado (com fabricantes incentivando mais a substituição por novos), a crise financeira que o Brasil vive exige que os gestores trabalhem para manter seus veículos em bom estado. A principal luta é retardar a substituição e, ao mesmo tempo, não gastar tanto com manutenção.

Lidar com as pressões para reduzir os custos da frota

O dilema é: como reduzir gastos de um orçamento de manutenção que já é apertado? A iniciativa de contenção de custos mais comum continua a ser simplesmente manter os veículos em serviço por mais tempo. Gerentes de frota estão lutando para chegar a novas e criativas formas de cortar custos sem afetar negativamente os serviços prestados.

Administrar os gastos diante da flutuação dos preços dos combustíveis

As oscilações dos preços dos combustíveis dificultam a permanência dos gestores de frota dentro de um orçamento. Também elevam a dificuldade quando se trata de ter previsibilidade de investimentos futuros. O desafio é aprender a orçamentar as variações de preços.

Gerenciar pessoas

A parte da liderança que toca o relacionamento com motoristas, mecânicos e fornecedores em geral também é um desafio para todo gestor de frotas.

Não é fácil conseguir que as pessoas deem o melhor de si no dia a dia laboral, especialmente quando se trata de profissionais que vão à campo e têm inúmeras regras de segurança, entre outras, para cumprir.

Essa lista de desafios não é de forma alguma abrangente. Em vez disso, esses são alguns dos temas recorrentes. É claro que existem outras preocupações, como o impacto das fusões, aquisições e reorganizações de empresas; a crise econômica que aumenta a pressão por resultados mais pomposos com poucos recursos (inclusive humanos); o uso da tecnologia para automatizar processos etc.

Principais habilidades de um bom gestor de frotas

Veja agora quais são as principais habilidades mais esperadas de um profissional encarregado de gerir frotas:

Organização

Habilidade exigida de qualquer gestor, a organização nunca foi tão cobrada como é atualmente. Isso inclui lidar com pressões e ter um bom gerenciamento de tempo, ou seja, conseguir dar conta do recado dentro dos cronogramas estabelecidos.

Também o espaço físico do trabalho deve ser organizado, além do uso de ferramentas tecnológicas para criar, encontrar e compartilhar informações importantes para a operação.

Liderança

Mais do que um chefe, o gestor de frotas precisa atuar como um líder. Cabe a ele desenvolver uma equipe vencedora, lidar com as particularidades de cada liderado, mediar conflitos, enfim, motivar as pessoas para extrair delas o melhor resultado.

A produtividade dos profissionais liderados está intimamente ligada ao perfil de liderança a que eles estão submetidos. Um líder facilitador tende a ter um time que entrega serviços ágeis e de qualidade.

Facilidade com tecnologia

A informatização chegou à logística e o líder de frotas deve ser aberto a ela. E não é preciso ter conhecimento técnico, basta entender a importância das ferramentas tecnológicas e contar com parceiros que entreguem soluções sob medida para facilitar o dia a dia operacional, armazenar dados e facilitar a tomada de decisões mais ágil e inteligente.

Dicas para obter sucesso como gestor de frotas

Por fim, vamos a algumas dicas para quem quer se tornar um gestor de frotas, ou quer ver sua carreira já estabelecida tendo mais sucesso:

  • vá além do operacional: mantenha tudo relacionado à manutenção de veículos, por exemplo, sob controle, mas também se desenvolva como líder;

  • trabalhe a capacitação dos profissionais: muitas vezes, os resultados podem estar aquém do esperado porque as pessoas não têm as habilidades necessárias para lidar com os desafios do dia a dia;

  • firme boas parcerias: tenha com seus fornecedores uma relação de ganha-ganha, ou seja, seja parceiro das empresas e profissionais que lhe prestam serviços;

  • persiga a qualidade: trabalhe para que seu time seja qualificado e preste um serviço diferenciado (com custos sob controle e qualidade em bom nível);

  • comunique-se: boa parte dos problemas que os líderes têm está ligada à falhas na comunicação; informe-se e mantenha seus colaboradores sempre bem informados, crie meios de dialogar e intercambiar ideias; aceite sugestões;

  • tenha uma atuação estratégica: com uma visão mais analítica, você conseguirá se destacar; prefira delegar tarefas e dar autonomia aos seus liderados do que tentar controlar tudo obsessivamente.

Que tal? Não é instigante o trabalho de um gestor de frotas? O que você achou das nossas dicas? Deixe seu comentário!

 

Comentários (2)

  • Avatar

    Weverton ricardo gomes

    |

    Boa tarde!

    Definição bem objetiva desse cargo. Pena que a maioria das empresas não veem a importância desse profissional e principalmente dessa forma eficaz de gestão.

    Trabalho há 6 anos na área e hoje me encontro há 6 meses desempregado, na região que resido as empresas tem gestão retrógrada mesmo com seus custos nas alturas.

    Reply

    • Avatar

      Patrus Transportes

      |

      Olá Weverton, esperamos contribuir para a valorização na área. Obrigado pelo comentário!

      Reply

Deixe um comentário

Open chat