Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Entenda de uma vez por todas o que é supply chain

1320 Visualizações

Entenda de uma vez por todas o que é supply chain

Entenda de uma vez por todas o que é supply chain

O cliente chega ao ponto de vendas, pede um produto, e o atendente diz a ele que está esgotado. O que o consumidor faz nessa hora? Provavelmente sai da loja e vai procurar outro estabelecimento.

Essa não é uma cena rara de acontecer, e o problema normalmente está na gestão de supply chain.

Mas o que é supply chain e como ele pode impactar o seu negócio? É o que você vai descobrir agora! Confira!

O que é supply chain?

Supply chain é um termo em inglês que significa literalmente “cadeia de suprimentos”. Ele se refere aos processos e aos diversos caminhos por quais passam os produtos, desde a retirada da matéria-prima até a entrega ao consumidor final.

Na prática, isso representa todas as atividades de compra dos insumos ou produtos, transporte, armazenamento, transformação, embalagem, gerenciamento interno, venda e distribuição aos clientes. Adicione a todas essas etapas a infraestrutura física e de processos necessária para dar suporte às operações.

No processo de supply chain, podemos incluir também algumas atividades adicionais, como as relacionadas à criação de novos produtos, ao atendimento ao consumidor, ao controle financeiro e ao marketing.

Isso envolve a interação entre diversas empresas e profissionais, como produtores, fornecedores, distribuidores e lojistas, além de toda a logística necessária que permite a movimentação de produtos e insumos. Como assim? Entenda mais a seguir!

Qual a relação entre supply chain e logística?

De fato, a logística e a supply chain sempre andaram de mãos dadas. Apesar de a “cadeia de suprimentos” ser um conceito novo, sua origem se dá com o surgimento da logística como objeto de estudo em 1950.

Trata-se de uma relação tão dependente que não se sabe afirmar ao certo se a logística é um instrumento da cadeia de suprimentos ou se é o contrário, já que existem autores para defender ambos os conceitos.

Resumidamente, podemos dizer que a logística é responsável pela movimentação dos produtos de um lugar para o outro e por toda a documentação ligada a esses processos.

Essas atividades englobam não só o transporte em si, mas também a análise estratégica para definir os meios mais ágeis e mais adequados a cada tipo de produto, o uso de tecnologias para movimentação e rastreio, gestão de riscos e o controle de cargas e descargas.

Todos esses processos logísticos visam garantir que os produtos cheguem ao seu destino no prazo certo e com toda a segurança.

Ao passo que a logística concentra seus esforços no transporte da mercadoria e em todo o suporte para que isso ocorra, a supply chain tem uma visão mais ampla, planejando todo o fluxo do produto e sua relação com o negócio e os clientes.

A logística tem um papel fundamental dentro da cadeia de suprimentos. Afinal, a gestão de supply chain necessita que os produtos cheguem no prazo, nas condições, na quantidade e no endereço combinados. Assim, podemos afirmar que, se houver falhas na logística, a supply chain será impactada diretamente por isso.

Agora que você já sabe o que é supply chain e qual é a sua relação com a logística, entenda um pouco mais sobre como ocorre essa dinâmica dentro da empresa.

Como a supply chain funciona dentro da empresa?

O produto precisa passar por diversos processos até chegar ao consumidor final. Para o lojista, não basta apenas comprá-lo e colocá-lo na prateleira para a revenda. Se deseja que as vendas tenham um bom retorno, é necessário que ele conheça muito bem o produto — e isso não se refere apenas às suas especificações.

Ter um conhecimento completo sobre o ciclo de vida da mercadoria é fundamental. Quais são os períodos do ano em que o item tem maior procura? Quais os prazos do fornecedor e onde ele está? É um produto de pronta-entrega ou sob encomenda? Todos esses fatores são importantíssimos para que a disponibilidade do produto seja garantida.

A gestão de supply chain dentro da empresa vai controlar todos os processos referentes à compra de mercadorias, à armazenagem, ao controle de pedidos de clientes, à entrega e a possíveis devoluções e trocas.

Já que o produto passará pelas mãos de diversas empresas, o lojista se torna um elo dessa cadeia e se posiciona na linha de frente no repasse ao consumidor. Nessa dinâmica, o objetivo é sempre analisar os elementos do supply chain e buscar formas de aprimorar os processos.

Essa gestão poderá se dar de diversas maneiras, dependendo do tipo de produto, porte da empresa e modelo de negócios. No geral, o esquema se apresenta da seguinte forma:

  • planejamento de compras com base na previsão de oferta e demanda;

  • homologação e cotação de fornecedores de produtos e/ou matéria-prima;

  • fabricação do produto (se aplicável);

  • estocagem do produto;

  • venda e entrega;

  • devolução e troca do produto (se o cliente exigir);

  • coleta de avaliações ou feedbacks por meio de canais de atendimento, visando o aprimoramento dos processos.

Que benefícios a boa gestão de supply chain traz para o negócio?

O gerenciamento eficaz da cadeia de suprimentos tem bons reflexos em toda a empresa. É por meio dele que a empresa vai controlar os fluxos dos produtos — e isso afeta diretamente o consumidor. Alguns dos principais benefícios relativos à boa gestão de supply chain são:

Aprimoramento dos serviços

O bom gerenciamento da cadeia de suprimentos permite à empresa garantir que os produtos estarão disponíveis e serão entregues no prazo combinado. Desse modo, não haverá produtos em falta ou em excesso por problemas na gestão de estoques.

Redução de custos operacionais

Existe uma redução significativa nos custos de armazenamento relacionados à ocupação desnecessária de espaços no armazém e perdas de produtos que, por exemplo, passaram da data de vencimento ou ficaram encalhados.

Aumento da receita

A loja consegue perceber um aumento nos lucros como resultado direto dos benefícios já alistados. Além disso, uma gestão eficiente sempre busca parcerias com fornecedores e transportadoras que oferecem preços competitivos e qualidade nos produtos e atendimento.

Portanto, melhores produtos chegando à empresa com agilidade representarão mais vendas e resultados mais satisfatórios.

Não é à toa que a supply chain tem alçado um papel estratégico nas organizações, tendo em vista seu potencial de reduzir custos e aprimorar a experiência do consumidor.

Gostou de entender mais a fundo sobre o que é supply chain? Então, para continuar se informando, assine nossa newsletter e receba mais informações direto na caixa de entrada do seu e-mail!

 

Deixe um comentário