Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

As 5 vantagens da gestão da inovação aplicada à logística

144 Visualizações

As 5 vantagens da gestão da inovação aplicada à logística

As 5 vantagens da gestão da inovação aplicada à logística

Encontrar soluções que ajudem a aprimorar os processos logísticos não é somente uma forma de aprimorar os resultados e reduzir os custos: adotar essa estratégia também influencia em questões como a fidelização de clientes e o aumento da competitividade. E é aí que entra a gestão da inovação.

No post de hoje, vamos falar mais sobre esse conceito, como ele pode ser aplicado à logística e quais benefícios proporciona. Continue acompanhando a leitura para saber mais!

O que é gestão da inovação?

Definir a inovação é uma tarefa bem complexa, principalmente pelo fato de suas aplicações serem variadas. De maneira geral, podemos considerar que ela é a adoção de novas ideias ou o aprimoramento de uma atividade já existente.

Aplicar a gestão da inovação em uma empresa é sinônimo de melhorar o processo produtivo, investir em transformação digital, redesenhar a atividade de distribuição, oferecer novos serviços, entre outros métodos.

Em outras palavras, inovar quer dizer recriar processos internos, identificar e aproveitar oportunidades, reduzir os custos e alavancar os negócios. O melhor disso tudo é que essa gestão pode ser aplicada a qualquer modelo de negócio, seja em empresas de pequeno porte até em grandes corporações.

Para isso, basta manter o foco no desenvolvimento ou criação de processos que ajudem a gerar um diferencial do ponto de vista do consumidor.

Como ela pode ser implementada na logística?

Existem diversas maneiras de inovar em uma empresa, o que permite aplicá-la de várias formas, ou mais de uma simultaneamente. No que diz respeito à inovação logística, podemos citar:

Produto

Nesse caso, a busca é por melhorias nos produtos que ajudam a mudar a forma como os clientes o percebem. Também é um conceito voltado para a criação de valor — ajudando a desenvolver um diferencial competitivo.

Um bom exemplo desse tipo de inovação é o investimento e o desenvolvimento em embalagens diferenciadas que também cumprem o propósito de proteger os itens.

Processos

A inovação de processos está voltada para a aplicação de mudanças no processo produtivo. O foco aqui é adotar melhorias que influenciam positivamente no resultado final, promovendo redução de custos, aumento da produtividade, diminuição de desperdícios, eliminação de tarefas desnecessárias, entre outros aspectos.

Modelo de negócios

Já nesse caso as mudanças são aplicadas na forma como os serviços são oferecidos aos clientes. Isso não quer dizer que ela esteja diretamente ligada às mudanças nos produtos ou nos processos, mas sim como o público receberá o que sua empresa oferece.

Além dessas opções de adotar a gestão, vale lembrar que ela pode ser aplicada de duas formas:

  1. Pela inovação incremental — que realiza pequenas melhorias nos produtos e serviços, sendo que não alteram, com grandes impactos, como eles são consumidos.
  2. Pela inovação radical, que promove uma mudança mais drástica na forma como os serviços são oferecidos. Aqui, a ideia é quebrar paradigmas e trazer um novo conceito para o mercado, alterando até mesmo o modelo de negócios.

Quais são os benefícios que a gestão da inovação proporciona?

A aplicação da gestão da inovação proporciona diversas vantagens para uma empresa, quando bem direcionada. Entre as principais, podemos citar:

1. Melhorias contínuas

Não se deve confundir os dois conceitos e acreditar que o simples fato de adotar uma rotina de melhorias contínuas já caracteriza a gestão da inovação. Entretanto, por outro lado, o foco em inovar proporciona alcançar esse aprimoramento de maneira natural.

A principal diferença entre os dois métodos é que, no caso das melhorias, elas não possibilitam aumentar o aperfeiçoamento no médio e longo prazo, aplicando-se somente ao método de trabalho.

2. Otimização dos resultados

Outro ponto que vale a pena citar é a melhoria dos resultados. Com todas as melhorias e mudanças aplicadas, é possível otimizar o desempenho dos processos.

Isso pode ser alcançado por meio de ações que vão desde o nível mais operacional (eliminação de desperdícios, melhorias na execução das atividades, aumento da produtividade) até o mais estratégico (desenvolvimento de um novo produto ou serviço que atenda às expectativas dos clientes).

3. Aumento da competitividade

Outro aspecto que vale a pena mencionar é o aumento da competitividade empresarial. Com as melhorias aplicadas aos processos, os benefícios obtidos disso e a possibilidade de aprimorar os produtos e serviços — ou desenvolver opções mais completas —, torna-se possível fidelizar os clientes e atrair um público cada vez maior. 

Além disso, a inovação também auxilia na desburocratização dos processos, o que promove a redução de custos, que também está diretamente ligada à competitividade do negócio no mercado.

4. Gestão integrada

Também existe possibilidade de alcançar uma empresa e uma cadeia de suprimentos mais integrada, principalmente se o foco for a inovação tecnológica. Por meio dela, é possível integrar os processos logísticos a outras áreas do negócio, ou mesmo às atividades dos parceiros de negócio.

5. Mudança na cultura organizacional

Como a gestão da inovação não trata de uma prática esporádica, o ideal é criar um ambiente que estimule a criatividade e permita que os colaboradores contribuam com novas ideias — mesmo que elas não sejam viáveis com o tempo.

Nesse caso, quando esse clima de colaboração é alcançado, a possibilidade de os profissionais se tornarem mais engajados é grande. Tudo isso contribui para que se perpetue esse ciclo de continuar sempre melhorando o que é entregue para o cliente.

Empresas que investem nessa estratégia e desenvolvem uma cultura voltada para isso normalmente são mais preparadas para lidar com situações imprevistas, haja vista que a prática de apresentar novas ideias permite que a equipe identifique soluções com maior agilidade.

Como podemos ver, a gestão da inovação promove mudanças na forma como as operações são geridas, mas os benefícios não se limitam à logística. Toda a empresa ganha com essas mudanças, além da possibilidade de se conquistar uma cadeia de suprimentos mais forte, integrada e competitiva.

Agora que você já sabe melhor o que é gestão da inovação e os benefícios que ela proporciona, aproveite os comentários e nos conte: o que achou do post de hoje? Já possui alguma experiência com esse assunto? Compartilhe suas ideias conosco e participe da conversa!

Deixe um comentário