Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

6 dicas para garantir a otimização de rotas no transporte de cargas

373 Visualizações

6 dicas para garantir a otimização de rotas no transporte de cargas

6 dicas para garantir a otimização de rotas no transporte de cargas

Em meio aos processos de transporte de cargas, a otimização de rotas ainda é um desafio para muitas transportadoras que desejam construir uma logística eficiente.

É importante desenvolver um planejamento de rotas que promova estratégias, visando a redução de gastos logísticos e a satisfação dos clientes, entre outros objetivos importantes.

Para ajudar sua empresa a estabelecer uma boa parceria com a transportadora, selecionamos seis dicas especiais para você avaliar se sua transportadora se preocupa em otimizar rotas. Confira quais são elas agora!

1. Investir no monitoramento de cargas

Ao realizar o monitoramento de cargas, é possível analisar os trajetos e seus possíveis problemas, graças às informações sobre trechos em obras ou sujeitos a engarrafamentos e sobre locais com alto índice de assaltos, entre outros dados relevantes.

Com a análise estratégica de todos os dados disponibilizados em tempo real pelo monitoramento de cargas feito pela transportadora, é possível readequar o planejamento de rotas, fazendo as alterações necessárias cotidianamente.

O investimento em monitoramento de cargas é importante não apenas para a otimização de rotas, mas também para a qualificação dos motoristas — por meio da análise de desempenho — e para a melhoria das condições de trabalho nas estradas.

A capacitação da equipe é a nossa segunda dica para garantir a otimização de rotas. Confira!

2. Manter a equipe bem treinada

O treinamento de funcionários é fundamental, seja para a otimização de rotas, seja para todos os demais processos de logística e transporte de cargas.

É necessário garantir a qualificação da equipe em relação ao padrão para execução dos procedimentos, bem como determinar a observação de normas e diretrizes que promovam agilidade, segurança e excelência em todas as áreas de trabalho.

Além desses benefícios e do sucesso na otimização de rotas, o treinamento de funcionários promove a valorização do capital humano; o que possui enorme importância estratégica, considerando-se a competitividade do mercado.

Um dos processos relacionados à capacitação da equipe é a avaliação de resultados. E, para fazer uma boa análise de desempenho, use os indicadores certos e relatórios padronizados. Você entenderá a importância disso agora.

3. Sistematizar a avaliação de resultados

A escolha de indicadores de desempenho para avaliação de resultados merece muita atenção, pois se deve analisar bem todos os fatores que contribuem para a otimização de rotas, direta ou indiretamente.

À medida que a análise dos dados fornecidos pelos indicadores-chave de desempenho (KPI) for realizada, é preciso implementar relatórios personalizados.

Isso permitirá a reavaliação dos processos, após as correções e mudanças feitas com base na análise do desempenho, promovendo benefícios como redução de custos e aumento da produtividade, entre outros.

As informações fornecidas pela análise de resultados podem ajudar a transportadora na diversificação dos processos de entrega, atendendo melhor às necessidades de cada cliente.

Essa é a nossa quarta dica para a otimizar a gestão de rotas.

4. Estabelecer diferentes perfis de entrega

A otimização de rotas passa, necessariamente, pela diversificação dos perfis de entrega, para que seja possível atender aos vários tipos de clientes e suas necessidades específicas.

É importante possibilitar, ainda, diferentes calendários de entrega para um mesmo cliente, criando uma rotina de transporte flexível e equilibrada, de acordo com as demandas apresentadas.

A diversificação de perfis pressupõe flexibilidade para acompanhar possíveis mudanças, que podem ser verificadas sistematicamente por meio dos processos de monitoramento de cargas e de avaliação de resultados, os quais já mencionamos.

Para isso, vale investir na automação e na gestão integrada dos processos logísticos, estabelecendo uma comunicação colaborativa e responsiva entre todos os departamentos, como mostraremos a seguir.

5. Desenvolver a gestão integrada dos processos

A gestão integrada em logística é importante não apenas para a otimização de rotas, mas também para o sucesso de todos os demais processos relacionados ao transporte de cargas.

Os procedimentos administrativos e operacionais devem funcionar em sintonia, por meio de softwares e aplicativos desenvolvidos especialmente para a área de logística.

A equipe de colaboradores, por sua vez, precisa estar preparada para fazer o fluxo de informações circular, bem como para realizar todas as tarefas — desde a listagem de viagens e carregamentos até a chegada da carga ao destino — de acordo com os padrões determinados no planejamento estratégico.

Além disso, é fundamental promover o relacionamento estratégico com os clientes, identificando rapidamente os feedbacks em relação ao transporte e entrega.

É o que você vai conferir a seguir, na nossa última dica para otimização de rotas no transporte de cargas.

6. Ter bons canais de relacionamento com os clientes

A opinião dos clientes tem muito a contribuir para a otimização de rotas. É valorizar os depoimentos e comentários sobre o cumprimento dos prazos de entrega e sobre o estado dos produtos na entrega, entre outros fatores.

Além disso, ofereça aos clientes formas de acompanhar, em tempo real, a situação da entrega.

Mais uma vez, a tecnologia pode oferecer boas soluções para tornar o relacionamento com os clientes mais dinâmico, tais como o chat on-line ou aplicativos de suporte ao cliente, entre outras ferramentas de comunicação.

Com a gestão integrada, é possível receber o feedback e promover as adequações necessárias de maneira cada vez mais rápida e eficiente.

Nesse sentido, a parceria com a transportadora tem um papel muito importante. Entenda melhor essa questão agora.

Entenda como a parceria com a transportadora é fundamental para a otimização de rotas

O planejamento estratégico, feito em parceria com a transportadora, é fundamental para a otimização de rotas.

Graças à expertise em logística, a transportadora pode propor um calendário de transporte personalizado, adequado às demandas de cada cliente.

Para isso, mantenha atualizados todos os dados relativas ao transporte de sua carga, utilizando as informações para nortear o trabalho da transportadora.

O trabalho conjunto entre empresa e transportadora oferece benefícios como:

Você tem dúvidas sobre a otimização de rotas ou gostaria de compartilhar a experiência da sua empresa? Comente este artigo!

Deixe um comentário

Open chat