Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Roubo de cargas: 7 dicas essenciais para evitar!

99 Visualizações

Roubo de cargas: 7 dicas essenciais para evitar!

Roubo de cargas: 7 dicas essenciais para evitar!

Nos últimos anos, temos presenciado um aumento do índice de roubo de cargas, principalmente nos grandes centros urbanos do país. Os riscos no transporte e entrega de mercadorias preocupam os gestores, levando-os a buscar soluções eficazes para evitar os assaltos.

Por isso, selecionamos 7 dicas essenciais para ajudar a sua empresa a se proteger do roubo de cargas. Veja quais são elas agora!

Entenda os perigos do roubo de cargas

A ocorrência de roubo de cargas tem aumentado nos últimos anos, trazendo prejuízo para as empresas e preocupando empreendedores de diversos setores do mercado em todo o Brasil.

O número de assaltos é maior em cidades como Rio de Janeiro e Vitória, que enfrentam índices elevados de criminalidade há tempos.

A gravidade da situação fluminense levou a Associação Nacional das Empresas de Transporte e Logística (NTC) a estabelecer a cobrança da taxa EMEX — taxa de Emergência Excepcional — para cobrir o roubo de cargas com origem e destino localizados na região metropolitana do estado do Rio de Janeiro.

Para evitar os assaltos, as empresas podem adotar uma série de iniciativas, tais como a análise de riscos no transporte, o treinamento preventivo dos motoristas e a diminuição do período que a carga fica em repouso.

Como controlar os riscos e reduzir o roubo de cargas

1. Prefira o transporte no horário diurno

A maioria das ocorrências de roubo de cargas acontece à noite. Por isso, o ideal é fazer o transporte das mercadorias durante o dia, dando preferência às áreas urbanizadas no percurso.

A formação de comboios também é uma maneira de evitar os assaltos. A comunicação entre os motoristas e com a empresa deve ser constante para que possam ser reportados quaisquer imprevistos.

As paradas para abastecimento devem ser feitas apenas em locais previamente conhecidos, assim como devem ser analisadas todas as características do trajeto definido.

2. Conheça os detalhes do percurso

Além dos postos seguros para abastecimento, é importante conhecer os estacionamentos bem avaliados para fazer as refeições e para repousar durante a noite.

Também é preciso buscar informações sobre pontos da rota mais suscetíveis a assaltos para traçar caminhos alternativos sempre que possível.

Ao conhecer bem as características do percurso, é possível alternar os trajetos realizados ao longo de cada período, dificultando a ação dos assaltantes.

3. Estabeleça rotas variadas

Uma vez que as quadrilhas analisam a frequência das remessas para planejar o roubo de cargas, é essencial fazer a alternância de rotas e a variação de datas definidas para o transporte das mercadorias.

Além do trajeto e das datas, também é sugerido fazer o rodízio dos locais e dos horários para abastecimento, alimentação e descanso.

Trata-se de uma atitude preventiva, que deve fazer parte de uma postura estratégica a ser adotada pelas empresas, com base em sistemas de gerenciamento que colaboram com o trabalho do gestor de frotas.

4. Desenvolva o Programa de Gerenciamento de Riscos

O Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) é uma metodologia de gestão organizacional que visa a monitorar, prevenir e reduzir os riscos relativos às atividades desenvolvidas pelas empresas.

Aplicado ao transporte e distribuição, o PGR pode ser um grande aliado do combate ao roubo de cargas na medida em que orienta as decisões relativas à segurança dos motoristas e da frota.

Considerando a análise de fatores como ocorrência de assaltos no local de entrega ou no trajeto a ser percorrido, além de dados como as características e o valor da carga transportada, é possível intensificar as estratégias de prevenção do roubo de cargas.

Para funcionar bem, o PGR necessita do suporte de programas de gerenciamento automatizados, que acompanhem todas as etapas da distribuição e transporte.

5. Invista em automação

Os equipamentos para rastreio operam via satélite e oferecem dados constantes tanto sobre a localização das mercadorias quanto sobre as condições da estrada e a ocorrência de anormalidades no trajeto.

A tecnologia também disponibiliza softwares e aplicativos que otimizam os processos logísticos, tais como programas para controle de estoque e acompanhamento de remessas, dentre outros.

Com base em todas essas informações, os motoristas podem atuar de maneira mais proativa, evitando situações que facilitem o roubo de cargas. Para isso, o treinamento de toda a equipe é fundamental.

6. Intensifique o treinamento dos funcionários

Os motoristas e demais funcionários envolvidos no transporte e distribuição das mercadorias devem ser orientados quanto à adoção de atitudes preventivas eficazes na diminuição do roubo de cargas.

A formação básica da equipe para a prevenção de ocorrência deve abordar:

  • o perigo de falsas blitz na estrada;
  • a importância de não falar com estranhos sobre a carga ou o trajeto;
  • a observação de veículos que aparentem estar seguindo o caminhão;
  • a comunicação à polícia rodoviária sobre qualquer atitude suspeita.

Além do treinamento e capacitação em segurança, é importante esclarecer a equipe sobre os perigos de áreas críticas, onde o risco de assaltos é maior.

Os funcionários responsáveis pelo acompanhamento remoto do transporte e pelo recebimento da mercadoria nos locais de entrega também devem ser orientados sobre a prevenção do roubo de cargas. Porém, realizar um treinamento adequado da equipe ainda não é uma garantia de que não ocorrerão assaltos.

7. Avalie a necessidade de uma escolta armada

Pensando em garantir toda a segurança possível para o transporte e entrega de mercadorias, vale a pena considerar a possibilidade de contratar um serviço de escolta armada.

Esse procedimento é importante, sobretudo nas regiões mais propensas a assaltos, tais como as capitais e regiões metropolitanas dos grandes estados, principalmente no Rio de Janeiro.

Certifique-se de estabelecer parceria com uma empresa que possui expertise para lidar com as situações de risco e garantir que os produtos sejam entregues dentro do prazo estipulado e em perfeitas condições.

Para colocar em prática todas essas dicas e obter sucesso nas estratégias de prevenção do roubo de cargas, ter um sistema de gestão de transportes eficiente é fundamental. Saiba mais sobre isso em outro artigo do nosso blog!

Comentários (2)

  • Avatar

    luciano tavares pessoa

    |

    Oi prazer conhece , sou Luciano surdo, eu preciso trabalho cedo e eu já manda e-mail ainda em atendimento comigo, estou esperando demais que eu não gosto desemprego já faz tempo eu quero logo trabalho. Obrigado em respo

    Reply

Deixe um comentário