Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Saiba como é calculado o frete no transporte de cargas fracionadas

243 Visualizações

Saiba como é calculado o frete no transporte de cargas fracionadas

Saiba como é calculado o frete no transporte de cargas fracionadas

Você sabe como é calculado o frete no transporte de cargas fracionadas? Ao realizar a cotação de frete de suas entregas, é interessante que o gerente logístico conheça os fatores que influenciam o preço final e, assim, aprenda a avaliar se o valor cobrado está de acordo com o mercado.

Entretanto, nem sempre essas premissas estão bem claras, e isso acaba confundindo e gerando dúvidas nos profissionais que trabalham no setor.

Pensando nisso, o post de hoje tem a proposta de ajudá-lo a compreender melhor a formação do custo do frete fracionado e, claro, a descobrir se o valor cobrado é justo. Saiba mais a seguir!

Cargas fracionadas: o segredo para economizar com o frete

Já abordamos algumas vezes aqui no blog sobre as vantagens de se utilizar o modelo de cargas fracionadas. Aliás, como você sabe, esse tipo de transporte tem crescido bastante no país, especialmente por permitir entregas rápidas, seguras e mais baratas.

Via de regra, a redução do valor do frete se deve ao fato de que várias empresas e remetentes podem compartilhar veículos e efetivarem suas entregas por meio de rotas inteligentemente traçadas e executadas.

Assim, ainda que você precise entregar uma única mercadoria na cidade de Campinas (SP), por exemplo, sua transportadora de cargas fracionadas recolherá o produto e o direcionará ao destino final juntamente com outras remessas que tenham o mesmo destino ou estejam dentro da rota de entrega.

Portanto, sua empresa economiza ao não precisar deslocar um caminhão ou carro sozinho para realizar a entrega — o que gastaria combustível, mão de obra, tempo e ainda causaria desgaste no veículo.

Os fatores que afetam o valor do frete de cargas fracionadas

Que o frete fracionado é uma tendência no ramo de transporte não resta qualquer dúvida. Mas você sabe exatamente quais são os fatores que podem influenciar no valor final cobrado pela sua transportadora?

Um bom gerente logístico deve dominar essa questão, uma vez que esse tipo de conhecimento é essencial para fechar boas parcerias e encontrar a transportadora ideal para sua empresa.

Sendo assim, continue atento aos tópicos a seguir e conheça o que é levado em consideração ao precificar um frete de cargas fracionadas.

Distância a ser percorrida

Nosso país possui um território bastante extenso, e sua empresa pode necessitar realizar entregas em qualquer um dos 5.570 municípios brasileiros. Nesse caso, é natural que a distância entre o ponto de partida e o ponto de chegada afete o custo do frete.

Entretanto, como a característica principal desse modelo de transporte é reunir mercadorias com destinos semelhantes na mesma viagem, o custo com distância é dissolvido entre os clientes.

Dessa forma, ainda que seja um longo trecho a ser percorrido, você economizará mais do que se estivesse contratando uma carga fechada.

Peso da mercadoria

O peso da mercadoria despachada é um fator muito importante não apenas para definir o valor do frete, como também para delimitar o máximo de carga que o veículo pode transportar na mesma viagem.

Para saber se sua transportadora está lhe cobrando um valor justo pelo transporte, você deve conhecer o peso do seu pacote.

Lembrando que pode ser utilizado o peso bruto ou peso cubado das cargas, que faz uma relação entre o peso da mercadoria e o espaço que ocupa do compartimento do caminhão.

Existência de pedágios na rota de viagem

A depender da rota traçada para a viagem, o veículo pode ter de passar por pedágios e, naturalmente, esse custo será incluído no valor final do frete fracionado.

Mais uma vez, lembre-se de que ele será dividido de maneira proporcional entre os clientes, levando-se em consideração todos os demais fatores apresentados.

Esse rateio do valor do pedágio começou a vigorar em 2001, com a promulgação da Lei 10.209 e, desde então, deve ser seguido por todas as transportadoras do país.

Por isso, ao avaliar a proposta de frete, observe se você estará pagando de forma integral ou parcial o custo dos pedágios.

Taxa de gerenciamento de riscos

Outro fator que também pode afetar quanto você pagará pelo frete fracionado é o valor do produto que você está despachando.

Há uma cobrança que incide sobre o valor final da nota fiscal que recebe o nome de taxa de gerenciamento de riscos. Em resumo, esse valor recolhido tem a função de ser reinvestido na própria atividade de transporte, especialmente em melhorias na segurança da operação.

Por isso, caso sua carga seja de alto valor, provavelmente, terá um frete mais alto do que produtos e mercadorias simples e de baixo valor.

Taxa de Restrição ao Trânsito (TRT)

Existem cidades que possuem certas restrições de circulação de caminhões e veículos pesados em determinados dias e horários.

Nesse caso, será cobrado a taxa de restrição do trânsito, como maneira de minimizar as perdas da transportadora, já que o veículo ficará parado até que seja permitida a sua circulação.

Taxa de despacho

Essa é uma taxa bem comum no transporte de cargas fracionadas, sendo cobrada com o intuito de cobrir as despesas com coleta, embarque, despacho e entrega da mercadoria.

Ou seja, trata-se de uma taxa administrativa e operacional e, via de regra, possui um valor fixo já definido. Assim, fique atento e observe se sua transportadora faz essa cobrança e, claro, qual o valor tem sido embutido no custo de seu frete.

Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS)

A atividade de transporte de cargas sofre a incidência do ICMS, um imposto de arrecadação estadual e que também influencia o valor final do frete.

A base de cálculo desse tributo é a circulação da mercadoria e, portanto, caso o veículo seja parado durante o trajeto, as autoridades provavelmente atestarão a regularidade da carga junto ao Fisco.

Entendeu como é feito o cálculo do frete de cargas fracionadas? Como demonstrado, inúmeros fatores influenciam e ajudam a formar o preço que sua empresa, efetivamente, pagará pelo deslocamento da mercadoria Portanto, conhecê-los é fundamental para avaliar se está fazendo um bom negócio.

Agora que você já sabe quais são essas variáveis, basta se manter atento e negociar seus fretes com mais segurança e eficiência.

Quer aprender ainda mais sobre o assunto? Então, aproveite para baixar o nosso guia definitivo do transporte de cargas fracionadas! Nele, você terá acesso a tudo o que precisa saber sobre esse modelo de transporte!

 

Deixe um comentário