Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Como evitar acidentes de trabalho em logística com estas 7 dicas

412 Visualizações

Como evitar acidentes de trabalho em logística com estas 7 dicas

Como evitar acidentes de trabalho em logística com estas 7 dicas

Todo gerente de logística deve saber como evitar acidentes de trabalho — um problema que, infelizmente, ainda é comum nas empresas e não se restringe a um determinado setor. Afinal, apesar de serem mais frequentes na linha de produção, também afetam a logística.

Esse tipo de falha é extremamente prejudicial ao funcionamento da empresa como um todo, pois, além de gerar o afastamento de funcionários, afeta a produtividade do setor.

Importante ressaltar que as causas para a ocorrência de tais sinistros são variadas e, muitas vezes, têm relação com comportamentos inadequados dos funcionários, o que torna a fiscalização e conscientização por parte do gestor tão importante.

Pensando em ajudá-lo a minimizar esse problema em sua empresa, reunimos 7 dicas infalíveis para conquistar um setor mais seguro e eficiente. Quer aprender? Então, leia o post até o final!

1. Conscientize seus colaboradores quanto ao uso dos EPIs

Como a ideia central desse post é evitar acidentes de trabalho, naturalmente, a primeira providência a ser tomada deve ser a conscientização dos profissionais de logística sobre a importância do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Tais ferramentas são de fundamental importância para integridade física de seus colaboradores, e você deve deixar claro para eles sobre a obrigatoriedade do uso enquanto estiverem exercendo suas funções.

Não deixe qualquer margem de interpretação para que isso seja flexibilizado. Enfatize que, além de proporcionar mais segurança, trata-se de uma exigência legal e, portanto, uma prioridade da empresa.

2. Promova treinamentos constantes

Treinamentos são estratégias de grande relevância para o cotidiano corporativo, pois permitem que todos os colaboradores estejam alinhados e saibam manusear adequadamente as ferramentas e os itens de segurança.

Dessa maneira, faça um calendário de treinamentos e cuide para que, com a entrada de novos funcionários, eles recebam um treinamento inicial preciso e completo sobre os procedimentos a serem seguidos diariamente no setor de almoxarifado da empresa.

Ademais, selecione um funcionário com mais habilidade e experiência com os processos para que ele ajude a monitorar e auxiliar os demais no manuseio e correta utilização das máquinas e equipamentos.

3. Planeje as ações do setor

Aquele velho ditado de que “a pressa é inimiga da perfeição” não é mera falácia. Atividades que precisam ser executadas com urgência estão mais propensas a erros que podem causar acidentes de trabalho.

Nesse caso, a melhor alternativa é planejar com antecedência todas as ações a serem desempenhadas no setor e se esforçar para que a equipe de trabalho sempre atue com tempo de folga.

Em outras palavras, não obrigue seus colaboradores a trabalharem sob pressão constante e cumpra com um dos papéis mais relevantes de um gerente de logística: realizar um planejamento estratégico eficiente e possível de ser executado.

4. Mapeie os locais de risco

Dentro de uma empresa, existem inúmeros processos e locais que podem representar mais riscos à integridade física dos funcionários.

Nesse cenário, a confecção do Mapa de Risco é fundamental, pois demonstra, por meio de um gráfico, as áreas mais perigosas, classificando-as em três níveis: pequeno, médio e grande.

A equipe da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) em conjunto com a área do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) são os responsáveis por elaborar esse documento, mas é função do gestor de logística garantir que ele seja afixado em um local visível a todos os funcionários.

5. Invista em manutenção de equipamentos

Equipamentos antigos e carentes de manutenção representam um fator de risco para a segurança dos funcionários. Veículos industriais e equipamentos de elevação de cargas, por exemplo, já são perigosos pela função que exercem, e isso tende a piorar quando não passam por uma manutenção preventiva.

Por isso, invista na manutenção preventiva como uma estratégia que confere além de segurança, mais eficiência ao setor — já que as máquinas não ficarão inoperantes por falta de cuidados.

Além disso, conscientize sua equipe quanto ao procedimento a ser empregado, em caso de mau funcionamento de alguma máquina ou ferramenta, deixando claro que isso deve ser comunicado ao superior para que as providências sejam tomadas.

6. Observe se os funcionários estão concentrados em suas tarefas

Grande parte dos acidentes de trabalho estão relacionados à falta de atenção dos empregados e, por isso, é essencial que você fique atento a situações que podem motivar esse tipo de problema.

Não permita que os funcionários fiquem distraídos e envolvidos com outras atividades durante o trabalho — como o uso do celular, fones de ouvido e até conversas desnecessárias e excessivas com os colegas.

Lembre-os de que essa é uma norma que visa assegurar que nada de ruim lhes aconteça e não uma regra autoritária ou sem fundamento. Para isso, é importante que você tenha um diálogo aberto e direto com sua equipe e saiba expressar ordens de maneira profissional e amistosa.

7. Oriente os funcionários sobre como evitar acidentes de trabalho não fumando em locais proibidos

O fumo, que já é um grave problema de saúde pública, pode representar um risco a mais para a segurança pessoal do funcionário e de seus colegas de trabalho.

Existem materiais e mercadorias que são inflamáveis, por isso é importante que você mapeie e sinalize os locais onde é proibido fumar — é aconselhável que não se permita esse tipo de hábito nas dependências da empresa, eliminando-se por completo tais riscos.

Aliás, nunca é demais relembrar que funcionários que não são fumantes costumam se incomodar com o mau cheiro que a fumaça produz e que essa prática não é positiva para a higiene e bem-estar no ambiente de trabalho.

Portanto, além de contribuir para a segurança no setor, com essa norma, você atua na prevenção de doenças e contribui para um local de trabalho mais limpo e saudável.

Como é possível perceber, pequenas atitudes aplicadas no cotidiano da empresa exercem um papel fundamental na prevenção desse problema e contribuem de maneira significativa para o crescimento do negócio. Afinal, onde não há acidentes de trabalho, as tarefas são executadas com perfeição e eficiência!

Agora que chegamos ao final deste post, você aprendeu como evitar acidentes de trabalho no setor de logística? Tem alguma dúvida sobre o assunto ou uma experiência para compartilhar conosco? Então, deixe o seu comentário logo abaixo!

 

Deixe um comentário

Open chat