Rastreie
sua carga
Clique para rastrear sua carga

Entenda o que é e como funciona um tacógrafo

1986 Visualizações

Entenda o que é e como funciona um tacógrafo

Entenda o que é e como funciona um tacógrafo

Você sabe como funciona um tacógrafo? Esse instrumento faz parte do cotidiano da logística de transporte de cargas e todo bom gestor que deseja se destacar na área precisa conhecer com detalhes sobre seu funcionamento e utilização.

Com uma rotina tão atarefada, nem sempre é possível pesquisar e estudar sobre esse tipo de equipamento e, por isso, trouxemos para o blog um conteúdo direcionado e repleto de informações relevantes sobre ele.

Se você deseja se atualizar, aperfeiçoar seus conhecimentos e aprender mais sobre o tacógrafo, basta acompanhar com atenção os tópicos a seguir! Boa leitura!

O que é um tacógrafo?

O tacógrafo é um instrumento muito conhecido por motoristas e transportadoras. Não se trata de um equipamento produzido com grande tecnologia, mas é muito útil para a atividade de transporte de cargas.

De maneira simplificada, podemos dizer que essa ferramenta é uma espécie de “caixa-preta” dos caminhões, que possui a função de registrar informações importantes referentes às viagens executadas.

Além disso, é importante salientar que o uso desse equipamento é obrigatório em determinadas situações, conforme se observa no Código de Trânsito Brasileiro (CTB):

Art. 105: São equipamentos obrigatórios dos veículos, entre outros a serem estabelecidos pelo CONTRAN:

(…)

II – para os veículos de transporte e de condução escolar, os de transporte de passageiros com mais de dez lugares e os de carga com peso bruto total superior a quatro mil, quinhentos e trinta e seis quilogramas, equipamento registrador instantâneo inalterável de velocidade e tempo.

Assim sendo, o tacógrafo é um equipamento que registra, de forma simultânea e inalterável, a velocidade e a distância percorrida pelo veículo no qual está instalado.

Como funciona um tacógrafo?

Agora que você já sabe o que é um tacógrafo, vamos resumir de maneira bem simplificada como, de fato, funciona esse equipamento.

É interessante observar que a tecnologia utilizada é relativamente simples e, exatamente por isso, ele é fácil de manusear e produz informações que podem ser analisadas e interpretadas rapidamente.

Assim, temos um equipamento que indica e registra simultaneamente e de maneira inalterável a velocidade e a distância que o veículo percorreu em determinado espaço de tempo. Em razão disso, ele ajuda a identificar informações importantes, como:

  • horas trabalhadas pelo motorista;

  • tempo gasto durante as paradas e intervalos;

  • velocidade média do veículo.

Isso é possível porque dentro do tacógrafo há um disco diagrama que registra todas essas informações e deve ser trocado em um determinado período, a depender do modelo — diário e semanal.

É interessante dizer que, apesar de produzir um registro em forma de gráfico, a análise não demanda o uso de softwares, tampouco cursos e treinamentos aprofundados. Na verdade, com um pouco de conhecimento e prática, qualquer pessoa pode interpretar as informações ali registradas.

No centro do aparelho há, ainda, um local específico para anotar alguns dados importantes, como:

  • nome do condutor;

  • local e data de início e término do percurso;

  • identificação do veículo;

  • início e fim da indicação do hodômetro;

  • número da portaria de aprovação do modelo do equipamento.

Sobre a aprovação do equipamento, frisa-se que ele deve ser inspecionado e aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Aliás, o próprio órgão disponibiliza um aplicativo para smartphone para que essa verificação seja mais simples e segura.

Por que o uso do tacógrafo é obrigatório?

Conforme dissemos, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece as situações em que o uso desse equipamento é obrigatório. Isso quer dizer que o descumprimento dessa norma pode motivar penalidades, sendo considerado uma infração média.

No entanto, muito mais do que saber que alguns veículos devem contar com esse monitoramento, é necessário entender o porquê ele é obrigatório nesses casos.

Em resumo, pode-se observar que tal equipamento contribui para uma maior segurança nas estradas, uma vez que os motoristas tendem a dirigir com mais prudência e dentro das normas quando sabem que os dados da viagem estão sendo gravados.

Com um índice alarmante de acidentes envolvendo caminhões, grande parte com vítimas fatais, não restam dúvidas de que investir nesse tipo de monitoramento é uma estratégia inteligente, simples e barata para minimizar os riscos existentes.

Ademais, todas as informações contidas no disco servem como prova e podem ser utilizadas em caso de acidentes, averiguação de denúncias sobre má condução do veículo e até em processos trabalhistas.

Salienta-se que com a aprovação da nova Lei do Caminhoneiro — Lei nº 13.103/15 —, que trouxe mudanças significativas em relação à jornada de trabalho dos motoristas profissionais, esse equipamento ganha ainda mais destaque, sendo um aliado dos gestores logísticos que precisam gerir suas frotas e funcionários.

Como esse equipamento pode ajudá-lo a gerenciar a velocidade dos veículos?

Sabemos que a gestão de velocidade dos veículos de transporte é uma grande preocupação de quem trabalha no setor, principalmente porque trafegar em velocidade acima do permitido traz inúmeros problemas, tais quais:

  • aumenta o índice de acidentes;

  • gera multas de trânsito;

  • eleva os índices de perda de mercadorias;

  • gera riscos desnecessários ao veículo, à carga e às pessoas.

O tacógrafo pode facilitar bastante esse monitoramento, uma vez que registra dados de todo o trajeto realizado pelo veículo, inclusive a velocidade durante a viagem.

Em outras palavras, esse instrumento criado no século XIX, é utilizado em todo o mundo como um importante meio de controle e fiscalização de veículos e motoristas capaz de tornar a gestão de velocidade muito mais segura e eficiente.

O gestor tem em mãos dados importantes e, por meio deles, é capaz de definir os motoristas que atuam com imprudência, trafegam acima da velocidade permitida e não obedecem a jornada de trabalho estabelecida em lei.

Conforme visto no post de hoje, saber o que é e como funciona um tacógrafo é muito importante para os profissionais que atuam no ramo de transportes. Esse equipamento é obrigatório e exerce um papel fundamental na busca por um transporte de cargas mais seguro e eficiente.

Por isso, não deixe de checar se a sua transportadora cumpre com as normas e mantém tal equipamento instalado e operante em seus veículos. Como você viu, esse cuidado traz grandes benefícios ao seu negócio!

Ainda tem dúvidas sobre o uso tacógrafo? Quer sugerir uma pauta? Então, deixe seu comentário logo abaixo! Sua participação é importante e enriquece nosso debate!

 

Deixe um comentário

Open chat